Síndromes hemorrágicas na gestação. Parte 2.  

Editor HTML Online
 

 

Sangramentos na segunda metade da gravidez. Quais são as causas e os sinais e sintomas?

 

Um sangramento tardio, ou seja, na segunda metade da gravidez, pode representar uma ameaça para a saúde da mulher ou do feto. Contate o seu médico se tiver algum tipo de sangramento no segundo ou terceiro trimestres da gravidez.

 

Quais são as causas de sangramento na segunda metade da gestação?

 

- Descolamento prematuro da placenta:

 

O sangramento vaginal pode ser causado pelo descolamento da placenta da parede uterina, que ocorre depois da vigésima semana gestacional e antes do nascimento do concepto. Apenas 0,5 a 3,0% das mulheres grávidas têm este problema. Geralmente ele ocorre durante as últimas 12 semanas de gravidez.

 

Sinais de descolamento da placenta:

•Hemorragia vaginal de início súbito com sangramento vermelho escuro.

•Dor repentina, intensa e constante.

•Hipertonia uterina.

 

Mulheres que estão em maior risco para esta condição incluem:

•Aquelas que já tiveram filhos.

•As que têm 35 anos de idade ou mais.

•As com história de descolamento prévio de placenta.

•Anemia falciforme.

•Hipertensão arterial (pressão alta).

•Trauma ou lesão no estômago.

•Uso de cocaína.

•Tabagismo.

•Gestação múltipla ou polidrâmnio.

 

Esta condição requer hospitalização imediata. O obstetra deve ser prontamente comunicado do sangramento.

 

 

 

- Placenta prévia:

 

Placenta prévia ocorre quando a implantação da placenta está baixa no útero. Ou seja, ela ocorreu no segmento inferior do útero cobrindo parcial ou completamente o colo do útero. É uma condição grave e que requer cuidados imediatos.

 

Esta condição ocorre em 0,5% a 1,5% das gestações.

 

Sinais de placenta prévia:

•Sangramento vaginal vermelho vivo, indolor, de início e cessar súbitos.

•Sangramento intermitente e progressivo.

 

Mulheres que estão em maior risco para esta condição incluem:

•Idade materna avançada.

•Aquelas que já tiveram filhos.

•Cesárea anterior.

•Outra cirurgia anterior no útero, como curetagens uterinas.

•As que estão grávidas de gêmeos ou trigêmeos.

•Tabagismo.

•Patologias que deformam a cavidade uterina (malformações, miomas).

 

 

 

- Trabalho de parto prematuro:

 

O sangramento vaginal nesta fase da gravidez pode ser um sinal de trabalho de parto prematuro.

 

Sinais de parto prematuro incluem os sintomas abaixo quando ocorrem antes da 37ª semana de gravidez:

•Aumento do corrimento vaginal (aquoso, mucoso ou sanguinolento).

•Sangramento vaginal.

•Aumento da pressão na região pélvica.

•Saída do tampão mucoso, o qual bloqueia o colo do útero, pela vagina. Lembra uma geléia rosada e ocorre devido ao início da dilatação do colo uterino.

•Dor persistente na região lombar.

•Contrações uterinas regulares.

 

Outras condições de sangramento na segunda metade da gravidez que são mais raras do que as apresentadas: rotura de vasa prévia, rotura uterina, rotura de seio marginal, placenta circunvalada.

 

 

 

Fonte > ABC.MED.BR, 2011. Sangramentos na segunda metade da gravidez. Quais são as causas e os sinais e sintomas? Disponível em: <http://www.abc.med.br/p/gravidez/228330/sangramentos-na-segunda-metade-da-gravidez-quais-sao-as-causas-e-os-sinais-e-sintomas.htm>.