Casais da Baixada Santista que façam opção pelo parto em São Paulo  


Alguns casais fazem a opção do parto na cidade de São Paulo, ou mesmo realizar cirurgias ginecológicas neste local.



Dentre os hospitais de São Paulo, a nossa escolha é pelo Hospital Maternidade Santa Joana, do qual fazemos parte do corpo clínico e no qual realizamos partos e cirurgias.

Segundo o diretor comercial da instituição, Marco Antônio Zacarelli, cerca de R$ 70 milhões foram gastos em estrutura física e 30 milhões para a compra de novos equipamentos e para a implantação de tecnologias no novo Centro de Alta Complexidade do Hospital que foi oficialmente inaugurado num coquetel, em 10 de novembro de 2010.




Entre elas, as três salas inteligentes dos centros cirúrgico e obstétricos, projetadas para procedimentos de alta complexidade, recurso para transmissão por vídeo, monitores com braços flexíveis para videocirurgias e radiologia digital PACS (Picture Archiving and Communication System).Todas as  16 salas do centro cirúrgico também são equipadas com fluxo laminar - sistema de ventilação condicionada que limita ao máximo a entrada de focos de risco e com um moderno sistema ultra-violeta, que inibe ainda mais a possibilidade de qualquer tipo de contaminação.


 
 

Uma central de esterilização de instrumentos alocada no mesmo setor também diminui o risco de contaminação e proporciona maior agilidade entre as cirurgias. O mesmo ocorre com a ala de recuperação pós-anestésica composta por 24 leitos totalmente informatizados e dispostos em semi-círculos, facilitando a observação do médico e a mobilidade dos demais profissionais.
Na parte de hotelaria, o novo prédio oferece mais três andares de internação, com 54 apartamentos e totalizando 180 leitos no complexo. Destes, três novas salas estão preparadas para partos normais seguindo o conceito LDR (Labor and Delivery Room), no qual os apartamentos se transformam em confortáveis salas de parto, com hidroterapia, para o nascimento do bebê.
Além disso, seis das oito salas do centro obstétrico estão equipadas com visor plasmático para integrar os pacientes com os familiares na hora do parto. O recurso permite que o médico torne o visor transparente no momento oportuno para que os familiares acompanhem o nascimento do bebê.


 

Uma parceria com o Grupo Fleury traz ainda ao novo complexo uma unidade de exames diagnósticos de alta precisão, voltada para o atendimento das pacientes do hospital e de fora. Além dos exames, o hospital espera ampliar os atendimentos e procedimentos que já realiza em tratamentos ginecológicos e em cirurgias realizadas ainda com o bebê no útero.
 
“Já somos reconhecidos pelo atendimento da gestação de alto risco e pela realização de procedimentos de alta complexidade em mulheres. Esta nova ala permitirá que ampliemos estes atendimentos, sempre focados em segurança. Nosso objetivo é o reconhecimento internacional”, reafirmou Marco Antônio Zacarelli. Fonte Sindhosp.

Unidade de Terapia Intensiva neonatal do Hospital e Maternidade Santa Joana está entre as melhores do país e é referência internacional no atendimento do recém-nascido de alto risco ou que necessite de cuidados especiais. Dispõe de 85 leitos altamente equipados com o que há de mais moderno em recursos tecnológicos, que garante ao seu bebê o melhor atendimento. Está filiada a rede internacional Vermont Oxford que permite a comparação dos resultados conquistados na assistência de recém-nascidos menores de 1500g entre 800 UTI´s neonatais no mundo, tanto é que nos últimos seis anos completou a assistência do milionésimo recém-nascido prematuro (menor que 1500g), o que confere experiência tanto em relação à atuação da equipe multidisciplinar quanto à habilidade na utilização dos recursos tecnológicos disponíveis.Somente em 2009, esta maternidade foi responsável por cuidar de quase 7% de bebês que nascidos no município de São Paulo com peso abaixo de 1500g.

Reconhecida pelo atendimento humanizado, a UTI neonatal do Hospital e Maternidade Santa Joana é pioneira na prática do método canguru. Método este que permite a participação dos pais na recuperação dos bebês através do contato pele a pele entre mãe e filho e/ou entre pai e filho. Esta prática, além de estabelecer afeto e segurança entre pais e filhos, favorece o desenvolvimento neuropsicomotor e o ganho de peso do bebê. Possue o maior banco de leite do país em maternidade. Assim, garante que 100% dos bebês prematuros nascidos aqui no Hospital e Maternidade Santa Joana recebam leite humano logo na primeira alimentação, desde que tenham condições clínicas para isso.

Possue também UTI adulto altamente especializada e capacitada para receber grávidas com possíveis complicações durante a gestação.

O Hospital e Maternidade Santa Joana é certificado pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), através do Instituto Qualisa de Gestão (IQG), com o nível 3 (Excelência), grau máximo fornecido pela ONA, que atesta a qualidade dos serviços prestados, sendo a primeira maternidade do país a receber este nível de performance.

Consulte aqui se o seu plano de saúde dá direito a este hospital, ou mesmo informações sobre o plano maternidade, clique no logotipo abaixo :